Festival Cripto Trem promove segurança, liberdade e igualdade digital em Belo Horizonte

O ‘Cripto Trem 2019’ chegou à Belo Horizonte para promover a segurança digital, igualdade e liberdade na internet, com um dia inteiro dedicado ao público amante da rede mundial de computadores e aos entusiastas da área

Abertura do Cripto Trem 2019

As CriptoFestas (CryptoParty em inglês) constituem um movimento mundial que tem por objetivo difundir práticas de segurança e criptografia tais como o navegador seguro Torfestas de assinaturas de chavescriptografia de discos e redes virtuais privadas para o público em geral. A CriptoFesta surge da convergência de esforços de pessoas e coletivos que atuam na pauta de segurança na cidade para tentar aglutinar a demanda por formação sobre segurança nas comunicações digitais.

A 1ª edição de Minas Gerais, foi apelidada de ‘Cripto Trem’, “Queríamos dar uma identidade mineira e que remetesse à Belo Horizonte, e o mineiro chama tudo de trem”, afirma Luiza Cortês, da direção do evento. O movimento em BH faz parte de um movimento mundial de organização de CryptoParties [texto em inglês], com o principal objetivo de troca de conhecimentos sobre criptografia, anonimato e software livre, aberto à toda a comunidade, na tentativa de resistirmos ao cerco de vigilância imposto por corporações e governos. O evento teve oficinas onde os presentes puderam praticar e usar softwares livres e a se protegerem na rede, além de palestras sobre ‘Vigilãncia e proteção de dados pessoais’, ‘Autocuidado digital feminista’, ‘A vigilância e os movimento sociais’, entre outras.

Gustavo Jota: o WhatsApp e as Fake News durante as eleições 2019

A palestra mais esperada e polêmica tratou sobre ‘Notícias falsas e o WhatsApp: eleições 2018’, onde o mestrando da UFMG Gustavo Jota mostrou com dados comprovados e factuais que os 780.000 (isso mesmo! não erramos na vírgula) mensagens falsas (ou Fake News) foram compartilhadas dentro de grupos ligados à Jair Bolsonaro. Por meio de dados numéricos e mapas de compartilhamentos de imagens, arquivos de textos e dados obtidos por programação, Jota mostrou que imagens como “o kit gay” foram criadas no whatsapp e compartilhadas como um vírus e em menos de 6 horas já tinha alcançado mais de 1 milhão e 300 citações na web. Contra fatos, não há argumentos. A fábrica de Fake News do Bozo acabou o levando ao cargo que hoje ocupa.

Cripto Trem: um desafio para tornar a internet mais segura e livre pra todos

O Cripto Trem chegou inspirado em uma ação global para disseminar e democratizar o conhecimento e conceitos básicos de criptografia e software livre. De acordo com os organizadores, este foi o 1º ano do evento, mas que os interessados poderão se informar no site do movimento para troca de informações, dúvidas e aprenderem como navegar seguro na web. O Cripto Trem encerrou passando um recado que vivemos em tempos em que o governo fascista dos generais e de Bolsonaro, tem monitorado e acessado informações pessoais, para manter a população sob vigilância e monitoramente constante, é preciso sim pensar em autoproteção digital e anonimato na rede.

Equipe do Cripo Trem 2019: segurança, anonimato e liberdade na rede ao alcance de todos

Links:

https://criptotrem.org

https://www.facebook.com/CriptoTrem2019/

Comentários

Deixe uma resposta