#14J: Belo Horizonte mostra que vai lutar por uma Reforma Justa

O dia 14 de Junho começou com estudantes e militantes em luta contra a Deforma da Previdência

As estações de metrô de Belo Horizonte amanheceram fechadas na manhã desta sexta-feira.

Manifestações que fazem parte da greve geral contra a reforma da Previdência e cortes na educação nesta sexta-feira afetam rodoviasfederais e estaduais que cortam Minas e algumas avenidas de Belo Horizonte. O dia também começou com chuva, o que provoca lentidão em alguns pontos.

O Anel Rodoviário, km 538 na Região Oeste de Belo Horizonte. Segundo a Via 040, concessionária responsável pelo trecho, o congestionamento chegou a 4 quilômetros. Às 7h45, a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) informou que a pista já havia sido liberado. No sentido Vitória, o trânsito fluía normalmente. Também houve protesto na MG-050, altura do km 90, em Juatuba, fechado nos dois sentidos.

Em Congonhas, na Região Central, cerca de 100 manifestantes interditaram o km 611 da BR-040 nos dois sentidos para queimar pneus. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada. O congestionamento nas duas direções era de 3 quilômetros. O trânsito foi totalmente liberado às 8h50.

Logo mais estaremos na Praça Afonso Arinos. Venha e faça parte desta luta que entrará para história como a maior das Greves Gerais deste país, onde pessoas comuns lutaram em defesa dos seus direitos.

#14J

#NãoÁReformadaPrevidencia

Fonte: com informações do Estado de Minas

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar Menu