Lista de filmes com temas que debatem sobre Segregação Racial.

“O cinema é uma maneira fácil de ser intelectual sem ler e sem pensar”

A sétima arte além de ser um entretenimento prazeroso, o cinema, os filmes, as produções audiovisuais têm uma potencialidade incrível de nos dar experiências e conhecimentos para além que uma pedagogia comum de sala de aula pode nos ensinar, ou uma simples opinião popular que uma notícia corriqueira de um jornal pode nos dar. Sempre busquei nos bons filmes, principalmente naqueles filmes que passam longe de serem grifes da industrial cultural de Hollywood, não só entretenimento, mas fontes de conhecimentos para contextualizar o mundo ao meu redor e os fatos que nos cercam. Pois como diria Nelson Rodrigues sobre os pensamentos de Otto Lara sobre o cinema:

“Ainda ontem dizia o Otto Lara Resende: — ‘O cinema é uma maneira fácil de ser intelectual sem ler e sem pensar’. Mas não só o cinema dá uma carteirinha de intelectual profundo. Também o socialismo. Sim, o socialismo é outra maneira facílima de ser intelectual sem ligar duas idéias.”

E devido a essa citação de Nelson Rodrigues sobre Otto Lara Resende decidi criar uma lista de filmes que discutem o tema da segregação racial como material pedagógico que aponte as entrelinhas do racismo estrutural que sufoca, oprime e mata as vidas pretas. Pois por mais que o cinema possa ser essa “maneira fácil” de tornar se “intelectual profundo” “sem ler e sem pensar” como pensou Otto Lara e defendeu Nelson Rodrigues, a sétima arte é uma arte que tem filosofia própria e toda “bela obra” de arte fala por si só, não precisando o interlocutor saber ler ou escrever, mas somente se dar o luxo de abstrair a experiência e o conhecimento sobre arte por contemplação sublime da arte. E se o socialismo ou o cinema foram para Nelson Rodrigues “maneira facílima de ser intelectual sem ligar duas ideias”, me a risco a dizer que a arte é uma maneira completa de abordar boas discussões em todos os campos dos diálogos e principalmente a sétima arte que é capaz de recortar do capitalismo ao socialismo em sua representações estéticas. Então que me desculpe Nelson Rodrigues, mas vou ficar com a opinião de Charlie Chaplin sobre o cinema, pois para Chaplin“Não é a realidade que conta num filme, mas o que a imaginação pode fazer.”. E a realidade que cerca o país da Estética da Fome, não nos permite descarta boas imaginações e sabedoria que os filmes podem nos trazer. Pois além das excelentes discussões que os filmes podem nos trazer sobre as nossas realidades humanas, o cinema também nos permite contextualizar o mundo a nossa volta e como diria o filósofo e cineasta brasileiro Glauber Rocha: “Sem linguagem nova não há realidade nova.”, sendo assim por essas razões entre outras decidi criar essa lista de filmes e compartilhar aqui no site do Cultura Preta com vocês. E não é uma lista top 10 que trazem os filmes the best enumerados de 1 até 10 que o meu juízo de gosto estético definiu como os melhores filmes top 10 para se vê. Mas é uma lista que traz filmes com acessibilidade a todos pela disponibilidade gratuita deles aqui na internet em plataformas de streaming, principalmente no site do YouTube. Não é uma lista pautada nos melhores diretores de cinema ou atores dos últimos tempos, mas é uma lista de filmes que apontam como a luta dos negros contra o racismo não é uma consciência negra de um único dia, mas é uma luta diária para que a branquitude aceite a consciência negra e que somos sim, obrigados a GRITAR TODOS OS DIAS: que as vidas pretas importam. É uma lista de filmes que ajuda a contextualizar os debates sobre o racismo que surgiram após a morte do afro-americano George Floyd: que foi morto covardemente pelo policial Derek Chauvin na cidade de Minneapolis de maneira violenta e cruel nos EUA no dia 25 de maio desse ano. E aqui no Brasil: a morte do garoto João Pedro Mattos, infelizmente mais uma criança negra morta em operação da polícia genocida nas favelas do Rio de Janeiro. Assassinatos de vidas negras vindo das mãos da policia, uma entidade de segurança do Estado que deveria proteger a população agindo de maneira truculenta, covarde e criminosa como o policial Derek agiu contra George Floyd, assassinando George de maneira cruel e sem piedade que chocou não só os estadunidenses, mas todo o mundo que se indignou da maneira como os adeptos a segregação racial que usam fardas agem contra os negros pelos quatro cantos do mundo provocando um genocídio contra o povo preto. Assassinato de George Floyd pela polícia que acabou provocando uma série de protestos em prol das vidas pretas; protestos que nasceram nos EUA após a morte de Floyd e se espalharam pelo mundo inteiro pela necessidade de lembrar a branquitude o quanto as vidas pretas importam. E que caso como esse racista que levou a morte de mais um negro pelas mãos de um Estado racista e fascista não passe impune como acontece à maioria das vezes aqui no Brasil e em outros lugares do mundo como no próprio EUA. Aqui no Brasil, por exemplo: o próprio caso do menino João Pedro que após o fim dos protestos contra a sua morte, parece já ter caído no esquecimento do brasileiro, pois a nossa sociedade brasileira ainda não sabe se quer quem foi o autor dos disparos contra a vida do menino João Pedro de apenas 14 anos, morto baleado pela mão do Estado dentro do seu lar. E no EUA mesmo com toda a onda de protesto que ocorreram desde a morte do George Floyd para mostrar para a branquitude racista que vidas pretas importam, no domingo repassado: a polícia nos EUA baleou mais um negro a sangue frio. O afro-americano Jacob Blake foi baleado no domingo repassado (23) pela polícia na cidade de Kenosha, no estado de Wisconsin, de maneira brutal diante dos seus filhos pequenos. Fato que encadeou novamente uma nova onda de protesto nos EUA com a necessidade de reafirmar a importância das vidas pretas que são mortas pelas mãos da branquitude racista diariamente. E essa lista de filmes que estou compartilhando com vocês têm filmes que retratam exatamente a luta que o povo preto trava contra esse racismo que mata os negros todos os dias há anos. São filmes que narram histórias de como o povo preto vem enfrentando, resistindo e colocando fogo nos racistas ao longo dos anos não só aqui nas Américas, mas nos quatros cantos do mundo. E para evitar os spoiler dos filmes, não irei comentar os filmes em si na apresentação da lista, vou apresentar os filmes na lista a partir das suas próprias sinopses e pelos motivos que me fizeram colocar esses filmes nessa lista de filmes que retratam a luta dos negros pelo mundo. E no mais como disse Leon Eliachar:

“O cinema é uma arte complexa e inexplicável: de cada dez filmes americanos, um é ótimo, dois são bons, três regulares e quatro fracos. De cada dez filmes nacionais, todos dez são de ‘boa qualidade’.”

Então vamos à lista de filmes:

Miss Evers´ Boys. Cobaias. O Caso Tuskegee

Sinopse do filme: “Miss Evers ‘Boys é um filme de guerra americano de 1997, um drama feito para a televisão, tendo como atores principais Alfre Woodard Laurence Fishburne, o enredo do filmes é baseado na verdadeira história do experimento de Tuskegee. Foi dirigido por Joseph Sargent . O filme foi indicado a onze prêmios Emmy e ganhou em quatro categorias, incluindo filme feito para televisão de destaque.”

O motivo que me fez colocar o filme Miss Evers Boys ( Cobaias ) nessa lista é exatamente por ele retratar a história do experimento do estudo da sífilis não tratada de Tuskegee, um experimento secreto do governo dos EUA. Estudo realizado em uma comunidade de negros pobres no Condado de Macon, estado do Alabama nos EUA. Pesquisa que tinha o objetivo de “provar” que os negros não tinham “sangue ruim” como foi dito a eles pelo Estado racista, no início da própria pesquisa que tinha o objetivo de tratar a sífilis desses homens negros pobres e que nunca trataram, em vez disso torturaram esses homens por 40 anos

Data de lançamento do filme: 1997.
Direção: Joseph Sargent
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=-pt7RpsewdY
Filme disponível no YouTube.

The Great Debaters. O Grande Desafio


Ficha técnica do filme disponível no Google:
Melvin B. Tolson é professor do Wiley College em uma das cidades mais racistas dos Estados Unidos, no Texas, em plena década de 1930. Inspirado pelo movimento negro do Harlem, em Nova York, ele decide convocar um seleto grupo de jovens para seu time de debates e levá-los ao torneio nacional, em que eles provarão que o que importa é o coração, não a cor da pele.

E o motivo que me fez colocar o filme O Grande Desafio dirigido e estrelado por Denzel Washington para essa lista é exatamente o fato desse filme ter sido inspirado pelo Movimento Negro de HarlemMovimento Negro de Harlem que traz o florescimento da literatura Negra estadunidense com o objetivo de valorizar o orgulho racial negro e o intelectualismo do povo preto não só nos EUA, mas em todo o mundo.

Data de lançamento do filme: 25 de dezembro de 2007 (EUA)
Direção: Denzel Washington
Roteiro: Robert Eisele
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=IN2AGZThL-8
Filme disponível no YouTube

Do the Right Thing. Faça a coisa


Ficha técnica do filme disponível no Google:

Salvatore “Sal” Fragione é dono de uma pizzaria italiana no Brooklyn que tem uma parede cheia de nomes de artistas famosos. Um dos moradores do bairro, Buggin’ Out, fica indignado ao ver que na parede só há nomes de artistas italianos. Ele acha que um estabelecimento localizado no Brooklyn deveria ter o nome de atores afrodescendentes, mas Sal não concorda. A parede se torna, então, motivo de ódio para Buggin’ Out e outros moradores do bairro
Ficha técnica do filme do Google:

O filme Do the Right Thing (Faça a Coisa Certa) de Spike Lee além de ser um clássico do cinema mundial, é uma obra de arte que sempre está em destaque na lista de filmes obrigatório para análise de estudo dos estudantes na área de comunicação. Principalmente por trazer para o campo do debate a análise crítica social e da própria produção cultural da indústria cinematográfica . Além desses motivos o enredo do filme traz de forma cômica a discussão sobre a segregação e exploração racial e jamais poderia ficar de fora dessa lista.

Data de lançamento: maio de 1989 (Cannes)
Direção: Spike Lee e estrelado por Spike Lee
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=EMctvRomxoA
Filme disponível em plataformas de streaming.

13thA 13ª Emenda


Ficha técnica do filme disponível no Google:
Estudiosos, ativistas e políticos analisam a correlação entre a criminalização da população negra dos EUA e o boom do sistema prisional do país. Acompanha a criação da décima terceira emenda à Constituição dos Estados Unidos. “Não haverá, nos Estados Unidos ou em qualquer lugar sujeito a sua jurisdição, nem escravidão, nem trabalhos forçados, salvo como punição de um crime pelo qual o réu tenha sido devidamente condenado“. Se propõe uma avaliação do impacto dela na vida dos afro-americanos.

Poderia dizer que o motivo por si só para o documentário 13th. (A 13ª Emenda) estar presente nessa lista é pelo fato dele trazer entre seus depoimentos os relatos da filósofa e socialista estadunidense Angela Yvonne Davis, ex- Pantera Negra . Mas o documentário 13th. (A 13ª Emenda) é um documentário que cada depoimento contado nele tem um valor único pelo o que os seus relatos representam e por isso 13th. (A 13ª Emenda) se faz presente nessa lista de filmes pedagógica .

Data de lançamento: 7 de outubro de 2016 (EUA)
Direção: Ava DuVernay
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=z7iB1v7PUiA
Filme disponível em plataformas de streaming

12 Years a Slave 12 Anos de Escravidão


Ficha técnica do filme disponível no Google:
Em 1841, Solomon Northup é um negro livre, que vive em paz ao lado da esposa e filhos. Um dia, após aceitar um trabalho que o leva a outra cidade, ele é sequestrado e acorrentado.
Vendido como se fosse um escravo, Solomon precisa superar humilhações físicas e emocionais para sobreviver. Ao longo de doze anos, ele passa por dois senhores, Ford e Edwin Epps, que, cada um à sua maneira, exploram seus serviços.

O filme 12 Years a Slave (12 Anos de Escravidão) é daqueles filmes que são baseado em fatos reais que gostaríamos que fossem filme de ficção e não um filme que foi inspirado em uma história real que nos mostra o quanto o ser humano precisa melhorar e muito para se considerar um ser civilizado. 12 Years a Slave (12 Anos de Escravidão) se faz presente nessa lista exatamente pelo fato das vidas dos negros estarem sobre controle da vontade da branquitude racista o tempo todo.

Data de lançamento: 30 de agosto de 2013 no Festival de Telluride
Direção: Steve McQueen
Roteiro: Solomon Northup, John Ridley
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=v6Tpn5Maclo
Filme disponível no YouTube

The HelpHistórias Cruzadas


Ficha técnica do filme disponível no Google:

Nos anos 60, no Mississippi, Skeeter é uma garota da sociedade que retorna determinada a se tornar escritora. Ela começa a entrevistar as mulheres negras da cidadeque deixaram suas vidas para trabalhar na criação dos filhos da elite branca, da qual a própria Skeeter faz parte. Aibileen Clark (Viola Davis), a emprega da melhor amiga de Skeeter, é a primeira a conceder uma entrevista. Apesar das críticas, Skeeter e Aibileen continuam trabalhando juntas e, aos poucos, conseguem novas adesões.

O que me motivou a colocar o filme The Help. ( Histórias Cruzadas) nessa lista foi por causa que em sua trama mostra a difícil vida das empregadas negras durante os anos 60 na cidade de Jackson no Estado do Mississip. História de vidas que podem ser comparada a de milhares de mães e trabalhadoras brasileiras que prestam os serviços domésticos em lares das famílias da elite branca racista, deixando seus lares para buscarem sustento para a sua família muitas das vezes se sujeitando a vários tipo de explorações, entre elas até exploração sexual, além de maus tratos e racismo.

Selma: Uma Luta pela Igualdada
Data de lançamento: 13 de outubro de 2010
Direção: Tate Taylor
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=AZLV6s8sz7Q
Filme disponível no YouTube

Selma: Uma Luta pela Igualdada

Ficha técnica do filme disponível no Google:
A história da luta de Martin Luther King Jr. para garantir o direito de voto dos afrodescendentes – uma campanha perigosa e aterrorizante que culminou na marcha épica de Selma a Montgomery, Alabama, e que estimulou a opinião pública norte-americana e convenceu o presidente Johnson a implementar a Lei dos Direitos de Voto em 1965.

Selma: Uma Luta pela Igualdada é um filme que narra a luta histórica de Martin Luther King Jr. para garantir o direito ao voto para os afro-americanos. Esse filme por narrar uma história que é um marco para os afrodescendentes, ele não poderia jamais poder ficar de fora de qualquer lista de filmes que traga o tema de segregação racial.

Data de lançamento: 2014 no EUA
Direção: Ava DuVernay
Trailer:https://www.youtube.com/watch?v=IMHURptbS9c
Filme disponível no YouTube

Marshall: Igualdade e Justiça


Ficha técnica do filme disponível no Google:
Antes de se tornar o primeiro juiz afro-descendente da Corte Suprema Americana, Thurgood Marshall (Chadwick Boseman) precisa lutar em um caso que pode definir sua carreira: defender Josepho Spell, um homem negro que está sendo acusado de atacar uma socialite branca em seu quarto, mas que jura não ser o culpado do crime.

Marshall: Igualdade e Justiça é um filme que tenho um carinho enorme de colocar ele nessa lista, não só pelo fato do filme Marshall: Igualdade e Justiça ser estrelado pelo eterno Chadwick Boseman o nosso Black Panther, mas também pelo motivo do filme Marshall: Igualdade e Justiça narrar a história do primeiro juiz associado afro-americano dos Estados Unidos. Marshall antes de se tornar juiz, já era um advogado famoso pelo seu histórico bem sucedido em debater sobre questões de segregação raciais em tribunais federais e na Suprema Corte durante o movimento dos direitos civis. Esses fatores somado ao fato do filme ter Chadwick Boseman como protagonista, nos dão motivos mais que suficientes para assistirmos esse filme várias e várias vezes.

Data de lançamento: 2017 (EUA)
Direção: Reginald Hudlin
Roteiro: Michael Koskoff, Jacob Koskoff
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=HYg5JYC6_8c
Filme disponível em plataformas de streaming

Panther. Panteras Negras

Sinopse do filme:
“O filme se passa em Oakland, Califórnia, em 1967, onde Huey Newton (Marcus Chong) e Bobby Seale (Courtney B. Vance) são amigos, e começam um novo partido dedicado em proteger os negros das violentas arbitrariedades dos policiais brancos.

O Partido dos Panteras Negras de Autodefesa dá almoço grátis para as crianças, educa a comunidade afro-americana em se conscientizar dos seus direitos, faz o que pode para tirar das ruas os traficantes de drogas e enfrenta a polícia de Oakland (que é extremamente racista) quando desrespeita os direitos civis dos negros.
O partido faz tudo isto sem transgredir alguma lei. Logo brancos conservadores começam se sentir incomodados e planejam se livrar desta “ameaça”, mesmo que tenham de desrespeitar a lei.”

Panther. Panteras Negras não precisaria de motivo nenhum para entrar em qualquer lista de filmes que debatam sobre o racismo. Pois uma lista de filmes sobre segregação racial que não trouxesse esse filme que narra a história de formação do novo partido dedicado em proteger os negros contra toda opressão policial estadunidense, O Partido dos Panteras Negras. Não poderia ser uma lista completa, assim sendo, tenho mais que motivação, mas satisfação de incluir o Panther. Panteras Negras nessa lista.

Data de lançamento : 1995
Direção: Mario Van Peebles
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=jCNHQXLMye4
Filme disponível no YouTube

42 – A História de uma Lenda


Ficha técnica do filme disponível no Google:
Jackie Robinson é um jogador de baseball que disputa a liga nacional dos negros até ser recrutado por Branch Rickey, o executivo de um time que disputa a maior competição do esporte nos Estados Unidos. Rickey quer que Robinson seja o primeiro negro a disputar a Major League na era moderna, o que faz com que ambos tenham que enfrentar o racismo existente não apenas da torcida e da diretoria, mas também dentro dos campos.

42 – A História de uma Lenda é um filme biográfico que foi escrito e dirigido por Brian Helgeland, que conta a história de uma lenda do beisebol, o filme narra como Jackie Robinson  se tornou o primeiro jogador afro-americano da Major League Baseball e um dos grandes ídolo do esporte estadunidense. Filme que contou com uma lenda black em seu elenco, o eterno pantera negra Chadwick Boseman interpretando o papel do Jackie Robinson, fato que por si só nos dar motivos mais que suficiente para tirarmos um tempinho para dedicarmos a essa história de uma lenda superando e vencendo o racismo.

Data de lançamento: 2013 (EUA)
Direção: Brian Helgeland
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=H69szHCElcE
Filme disponível em plataformas de streaming

Get on Up – A História de James Brown

Sinopse do Filme:
“Baseado na trajetória de James Brown (Chadwick Boseman), ícone entusiasta do funk nos Estados Unidos dos anos 1960. Com uma infância pobre e difícil, Brown se viu obrigado a lutar por aquilo em que acreditava desde cedo. Preso e vítima de abusos, o “Padrinho do Soul” promoveu reviravoltas que o eternizaram como ídolo na história da música.”

O filme Get on Up (A História de James Brown) é um filme em homenagem ao grande ídolo mundial do soul e que tem o nosso eterno rei de Wakanda, o ator Chadwick Boseman, estrelando o papel do James BrownGet on Up além de ter o ator Chadwick Boseman em seu elenco, o filme também conta com a presença ilustre da atriz Viola Davis, interpretando o papel da mãe do ícone do soul James Brown. Só aqui já dei três razões para Get on Up estar presente nessa lista. E os demais motivos que fazem o filme que conta a história de James Brown ser indicado nessa lista não irei contar, vou deixar vocês descobrirem por vocês mesmo ao verem esse excelente filme que nos dar mais que uma liação de vida, mas visão de uma.

Data de lançamento: 2014 (EUA)
Produção: Tate Taylor, Mick Jagger, Victoria
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=fVPPLhHPKeU
Filme disponível em plataformas de streaming

PreciousUma História de Esperança

Ficha técnica do filme disponível no Google:

Grávida de seu próprio pai pela segunda vez, Claireece “Preciosa” Jones de 16 anos, não sabe ler nem escrever e sofre abuso constante nas mãos de sua mãe. Instintivamente, Preciosa vê uma chance de mudar de vida quando ela tem a oportunidade de ser transferida para uma escola alternativa. Sob a orientação firme e paciente de sua nova professora, Sra. Rain, Preciosa começa a viagem da opressão para autodeterminação.

Precious é daqueles filmes para ser ver com bastante calma, sua mensagem não pode ser assimilada como um simples drama de uma vida qualquer. As questões levantadas e debatidas no filme Precious, são discussões que cercam o nosso dia a dia e que nos faz questionar se Deus existe e se existe justiça de fato no mundo. “Preciosa” é um filme baseado no romance Push de Shapphire que tem que ter presença carimbada em qualquer lista de filmes que tenha segregação racial como tema.

Data de lançamento: 2009 (EUA)
Direção: Lee Daniels
Autora: Sapphire

Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=HCTWvOBp5T0&app=desktop
Filme disponível no YouTube

Madame Satã

Sinopse
“Bandido, amante, rebelde, homossexual, pai adotivo, marginal, João Francisco dos Santos reinou absoluto nas vielas da Lapa carioca dos anos 30, onde inventou sua própria mitologia, tornando-se por sua vontade o ‘Madame Satã’, nome emprestado do filme homônimo de Cecil B. De Mille, de 1930. A história se passa em 1932, momento em que o sonho de João Francisco – tornar-se uma estrela do palco – se transforma em realidade.” (FestRio/2002 e FSESC/2002)

Um dos motivos principais que me faz colocar o filme Madame Satã nessa lista é exatamente pelo fato dele mostrar o quanto a sociedade brasileira era racista na década de 30 do século passado e que quase 100 anos se passaram e nada mudou de lá para cá . Os negros continuam sendo marginalizados por causa da cor da sua pele reforçando o esteriótipo que mata vidas negras todos os dias nas periferias brasileiras. Madame Satã é Pai, é Mãe e se boiar é espírito santo também. Outro motivo para o Madame Satã estar presente nessa lista, é porque o papel de Madame Satã é interpretado por nada mais e nada menos que o único Lázaro Ramos possível.

Data de lançamento:  8 de novembro de 2002
Direção: Karim Aïnouz
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=3CSIsUraIo8
Filme disponível no YouTube

The First Grader . Uma Lição de Vida

Ficha técnica do filme disponível no Google:

Uma emocionante narrativa de superação baseada em uma história real. Um africano de 84 anos luta para receber educação básica e se alfabetizar. Ele é admitido em uma escola de pré-escolares e, entre crianças de seis anos e um professor dedicado, ultrapassa os limites de um passado colonial e violento.

Dizem que o conhecimento liberta, que o conhecimento é tudo e não tem preço. A alfabetização é um direito humanitário que tem que ser garantido a todos. As vezes aquilo que uma pessoa letrada acha fútil que é escrever o próprio nome, pode ser o sonho de vida da pessoa que não sabe ler e nem assinar o próprio nome. E o filme Uma Lição de Vida que é baseado em fatos reais nos traz essa mensagem, além de mostrar que a educação liberta e que o maior medo da branquitude é de ver negros letrados. E o motivo desse filme está aqui nesse lista é porque nunca é tarde para sonhar e aprender.

Data de lançamento: 2010
Direção: Justin Chadwick
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=PvSV14IcLqU
Filme disponível em plataformas de streaming

Cidade de Deus


Ficha técnica do filme disponível no Google:

Buscapé é um jovem pobre, negro e sensível, que cresce em um universo de muita violência. Ele vive na Cidade de Deus, favela carioca conhecida por ser um dos locais mais violentos do Rio. Amedrontado com a possibilidade de se tornar um bandido, Buscapé é salvo de seu destino por causa de seu talento como fotógrafo, o qual permite que siga carreira na profissão. É por meio de seu olhar atrás da câmera que ele analisa o dia a dia da favela em que vive, onde a violência aparenta ser infinita.

O motivo que traz um dos melhores filmes do cinema nacional para essa lista é porque ele é atemporal e pelo motivo que todo brasileiro deveria assistir Cidade de Deus. O tráfico de drogas no Brasil é um projeto para eliminar vidas negras por todas as periferias do nosso país.
Sempre fica aquela pergunta: quem ganha dinheiro com as drogas que são vendidas nas Favelas? O filme não responde essa pergunta, mas mostra o caminho para entendermos a resposta para essa pergunta nas entrelinhas, assim como deixa explicito o motivo pelo qual as nossas escolas perdem as nossas crianças para o tráfico.

Data de lançamento: 30 de agosto de 2002
Direção: Fernando Meirelles, Kátia Lund
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=g4sPxzDBcXA
Filme disponível no YouTube

Menino 23


Ficha técnica do filme disponível no Google:
A partir da descoberta de tijolos marcados com suásticas nazistas em uma fazenda no interior de São Paulo, o filme acompanha a investigação do historiador Sidney Aguilar e a descoberta de um fato assustador: durante os anos 1930, 50 meninos negros e mulatos foram levados de um orfanato no Rio de Janeiro para a fazenda onde os tijolos foram encontrados.

Comecei a trabalhar aos 9 anos de idade, consequentemente aos 9 anos de idade foi o meu primeiro ano de reprovação na escola. Mas eu precisava trabalhar para ajudar os meus pais em casa. Não tem orgulho disso, não mesmo. Pois tive minha infância roubada e nunca mais tive a oportunidade de recupera-la de volta. Lugar de criança é na escola e quem pensa diferente disso é um explorador. Menino 23 não é um filme que narra só uma história em particular, mas é um documentário que representa várias infâncias roubadas no Brasil. É mais um filme que narra como a década de 30 do século passado foi uma década de racista, que o povo negro teve que lutar e resistir muito pra não sucumbir ao projeto genocidas dos fascistas.

Data de lançamento: 7 de julho de 2016
Direção: Belisário Franca
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=4wmraawmw38
Filme disponível em plataformas de streaming

Goodbye Bafana, ou The Color of Freedom (EUA). Mandela, a luta pela liberdade


Ficha técnica do filme disponível no Google:
Na África do Sul, em 1968, os partidos negros de oposição são proscritos pelos governantes brancos e seus líderes são presos ou exilados. Um deles é Nelson Mandela, o ativista contrário ao apartheid, que é condenado por sabotagem e enviado para a prisão em Robben Island. Seu carcereiro é James Gregory, um branco racista escolhido para espionar o prisioneiro. Com a convivência, Gregory começa a questionar seus preconceitos e a entender a causa de Mandela.

Sou fã do eterno Mandela, então qualquer filme que retrate a história do Mandela eu vejo. Mas o filme Goodbye Bafana é meu filme preferido que narra a história do Mandela pelo fato como ele mostra o apartheid na África do Sul. É um filme que narra como os negros foram perseguidos, caçados, só pelo fato deles lutarem por direitos iguais e equidade. Mas por outro lado também o filme mostrar como os negros resistiram, lutaram e conseguiram mostrar para a branquitude que as vidas pretas importam. Outro motivo para Goodbye Bafana está presente nesse lista é pelo motivo do filme ser expirado no livro de James Gregory , o oficial censor e guarda prisional do Mandela.

Data de lançamento: 2007
Direção: Bille August
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=Zs7yTnFmKyU
Filme disponível em plataformas de streaming

Barravento.

Sinopse do filme:
Numa aldeia de pescadores de xaréu, cujos antepassados vieram da África como escravos, permanecem antigos cultos místicos ligados ao candomblé. A chegada de Firmino, antigo morador que se mudou para Salvador fugindo da pobreza, altera o panorama pacato do local, polarizando tensões. Firmino tem uma atração por Cota, mas não consegue esquecer Naína que, por sua vez, gosta de Aruã. Firmino encomenda um despacho contra Aruã, que não é atingido, ao contrário da aldeia que vê a rede arrebentada, impedindo o trabalho da pesca. Firmino incita os pescadores à revolta contra o dono da rede, chegando a destrui-la. Policiais chegam à aldeia para controlar o equipamento. Na sua luta contra a exploração, Firmino se indispõe contra o Mestre, intermediário dos pescadores e do dono da rede. Um pescador convence Aruã de pescar sem a rede, já que a sua castidade o faria um protegido de Iemanjá. Os pescadores são bem sucedido na empreitada, destacando-se a liderança de Aruã. Naína revela para uma preta velha o seu amor impossível por Aruã. Diante da sua derrota contra o misticismo, Firmino convence Cota a tirar a virgindade de Aruã, quebrando assim o encantamento religioso de que ele estaria investido por Iemanjá. Aruã sucumbe à tentação. Uma tempestade anuncia o “barravento”,
o momento de violência. Os pescadores saem para o mar, com a morte de dois deles, Vicente e Chico. Firmino denuncia a perda de castidade de Aruã. O Mestre o renega. Os mortos são velados, e Naína aceita fazer o santo, para que possa casar com Aruã. Ele promete casamento, mas antes decide partir para a cidade de forma a trabalhar e conseguir dinheiro para a compra de uma rede nova. No mesmo lugar em que Firmino chegou à aldeia, Aruã parte em direção à cidade.

O cinema novo foi revolucionário e mudou a forma de se fazer cinema no Brasil. O filósofo e cineastra brasileiro Glauber Rocha lutou exatamente contra a desvalorização do cinema nacional e em prol da valorização do cinema brasileiro através da sua própria estética e beleza. Abraçando a nossa cultura como matéria prima para as produções cinematográficas em vez de valorizar somente os valores culturais vindo do estrangeiro. E o filme Barravento foi a primeiro longa metragem dirigido pelo baiano Glauber Rocha, um filme que traz para o campo do debate a questão da intolerância religiosa em nosso país.

Data de lançamento: 1969 (França)
Direção: Glauber Rocha
Roteiro: Glauber Rocha, Luiz Paulino dos Santos, Jose Teles
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=WK7L-m9Z96M
Filme disponível no YouTube

Black PantherPantera Negra

Sinopse do Filme: “ ‘Pantera Negra’ acompanha T’Challa que, após a morte de seu pai, o Rei de Wakanda, volta pra casa para a isolada e tecnologicamente avançada nação africana para a sucessão ao trono e para ocupar o seu lugar de direito como rei. Mas, com o reaparecimento de um velho e poderoso inimigo, o valor de T’Challa como rei – e como Pantera Negra – é testado quando ele é levado a um conflito formidável que coloca o destino de Wakanda, e do mundo todo, em risco.”

Eterno Black Panther não é só um filme, é uma lenda. É um sonho, é uma conquista. “Não é a realidade que conta num filme, mas o que a imaginação pode fazer.” Chaplin Charlie. E o que a imaginação de Wakanda já fez e ainda pode fazer só provam que não é só uma realidade que se conta em um filme, mas aquilo que esse filme é para a imaginação e compreensão da realidade humana. E Black Panther é um filme que já nasceu lendário e que presenteou o povo preto espalhado pelo o mundo com a sua sonhada e necessária Wakanda, pois o filme nasce de uma conjunção entre as raízes ancestrais do povo africano que defende a paz entre as civilizações humana e necessidade de empoderamento do povo preto pelo mundo. Black Panther é mais que um filme especial, Black Panther é o filme do nosso eterno super-herói Chadwick Boseman. As raízes ancestrais do povo africano nesse filme trazem a cura para o povo preto que sofrem com a segregação racial pelo mundo, por causa do racismo, essa cura vem através da base do valioso vibranium. E colocar Black Panther nessa lista de filmes não é só uma maneira de homenagear o eterno Pantera Negra Chadwick Boseman, o nosso rei de Wakanda, colocar Black Panther nessa lista é mais que uma obrigação, é um dever. Wakanda para sem sempre.

Data de lançamento: 2018 (EUA)
Direção: Ryan Coogler
Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=5mn_WwedoXc
Filme disponível em plataformas de streaming

Fonte: culturapreta.com

 

Comentários

Deixe uma resposta