Alvorada faz projeções em defesa do SUS e da vida

Enquanto muitos estão destilando o ódio e exaltando o lucro sobre a vida, pessoas de bem, comprometidas com propagar o amor estão doando máscaras, projetando mensagens de carinho e admiração pelos profissionais de saúde em Belo Horizonte.

Foto: Coletivo Alvorada

Em tempos de quarentena, temos vivido tantas dificuldades no nosso país: crescente aumento do número de mortes pelo novo coronavirus, recrudescimento do discurso de ódio dos bolsonazistas, o afastamento social tão sentido por nós brasileiros, povo de cultura acolhedora e de fortes demonstrações de carinho e uma crise sem precedentes tanto na economia como na política, onde um presidente pensa ser o messias que veio salvar o país do caos, mas que mais o empurra pra um apocalipse do que propriamente salva alguém de alguma coisa.  O Coletivo Alvorada está a frente de um projeto de doação de máscaras de proteção, confecção de marmitas, doação de alimentos e projeções em prédios de BH.

Nos últimos dias, o Alvorada fez projeções visuais em prédios da capital homenageando os profissionais de saúde e transmitindo mensagens de carinho e força a todas as famílias que perderam entes queridos por conta da pandemia. Entre as mensagens a dura crítica ao atual governo de Bolsonaro e seus asseclas bozominions que defendem o fim da quarentena e a retomada das atividades do comércio, sem sequer se preocuparem com as vidas das pessoas:

“Hoje no Brasil faleceram 428 pessoas. Cada uma delas era amor de Alguém.”

“A iniciativa nasceu da vontade de mesmo longe das pessoas, podermos mandar palavras de incentivo e de que estamos de mãos dadas, ainda que não fisicamente, e de gratidão pelo trabalho belíssimo que os profissionais da rede pública de saúde (SUS) têm prestado no enfrentamento da pandemia”, afirma Munish da coordenação do Coletivo.

Foto: Coletivo Alvorada

Estamos vivendo em um mundo onde os valores se inverteram em que o lucro se tornou mais importante do que as vidas, e o discurso de ódio tomam nosso país de assalto e os sentimentos tornam-se cada vez mais confusos. Que tal lutar para mudar esse quadro? Propague amor, e não ódio. É hora de nos unirmos, unir os bons contra os maus, e sermos luz para ajudar os próximos.

Foto: Coletivo Alvorada

 “Eu te amo porque te amo.

Amor é estado de graça

e com amor não se paga.

Amor é dado de graça,

é semeado no vento,

na cachoeira, no eclipse.

Amor foge a dicionários

e a regulamentos vários.”  

(As sem-razões do amor, Carlos Drummond de Andrade)

 

#Coletivo Alvorada #Ele Não #Ele Nunca #SUS Salva vidas

Comentários

Deixe uma resposta