Mulheres constroem a própria casa em projeto de arquiteta de Belo Horizonte

Iniciativa está conseguindo mudar a realidade de muitas famílias da periferia de Belo Horizonte

Foto: G1

Está na Constituição: todo brasileiro tem direito à moradia digna. Mas quem vive na periferia sabe como é difícil transformar direitos num quarto, numa sala, num banheiro.

Agora, a iniciativa de uma arquiteta de Belo Horizonte está conseguindo mudar isso. E com a ajuda de mulheres que viraram as construtoras de suas próprias casas.

Mulheres tem aprendido e construído suas próprias residências na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A iniciativa tem possibilitado o acesso à moradia de mulheres de ocupações urbanas dessasistidas pelo poder público.

Foto: Reprodução da internet

 

Bem mais do que um projeto social

O projeto Arquitetura na Periferia capacita mulheres a fazer serviços de construção para que elas possam melhorar as próprias casas. Esse projeto acontece em Belo Horizonte – MG. Esse projeto surgiu a partir da pesquisa de mestrado da Carina Guedes quando ela levantou questionamentos sobre os motivos pelos quais a população brasileira tem pouco contato com profissionais da área de construção civil como arquitetos e engenheiros.

A partir disso, nasceu o projeto com o objetivo de qualificar mulheres da periferia para que consigam melhorar as próprias moradias. Todo o trabalho é colaborativo e as mulheres participam desde a concepção do projeto até a execução. Atualmente a equipe conta com duas arquitetas, duas estudantes de engenharia e uma colaboradora local.

maiores informações:

Arquitetos sem Fronteiras
Rua Horizonte, 298 – Paraíso | Belo Horizonte, MG
31 996951390
arquitetossemfronteiras@gmail.com

Fonte: com informações do G1/ Mulheres & TI

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar Menu