Greta Thunberg combate desmatadores e colhe o ódio de Bolsonaro

A jovem ambientalista tem denunciado agressões ambientais e provocado a ira desmatadores, fazendeiros e gente retrógrada como Bolsonaro, que tentou intimidá-la nas redes sociais. Greta respondeu com ironia e “bombou”nas redes sociais.

Foto: Purebreak

Jair Bolsonaro tentou intimidar a pequena Greta Thunberg, ambientalista sueca de apenas 16 anos, chamando-a de “pirralha” ao responder à perguntas sobre o assassinato de dois indígenas no Maranhão. “A Greta já falou que os índios morreram porque estavam defendendo a Amazônia. É impressionante a imprensa dar espaço para uma pirralha dessa aí, pirralha”, vociferou ele.

Ele já tinha tentado culpar as ONGs pelas queimadas na Amazônia, tinha afirmado que o ator Leonardo DiCaprio estava financiando grupos de desmatadores e, para arrematar as insanidades, inventou que o óleo derramado nas costas do Brasil era obra do Greenpeace. Agora escolhe a pequena Greta para descarregar sua valentia. Enquanto isso, seu ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, se reunia com cinco infratores ambientais, no dia 6 de novembro, e o resultado da reunião era a suspensão da fiscalização dentro da Reserva Extrativista (Resex) Chico Mendes.

A garota, que tem enfrentado desmatadores como Bolsonaro e denunciado todos eles, inclusive na ONU (Organização das Nações Unidas), não se fez de rogada. Greta Thunberg deu uma resposta sarcástica á provocação de Bolsonaro. Ela alterou a descrição de seu perfil no Twitter para “pirralha”. Rapidamente, o termo “pirralha” foi parar no topo dos assuntos mais lidos do Twitter, tornando-se um dos assuntos mais comentados em todo o mundo.

A deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC) também comentou a declaração. “Uma pirralha que tem mais consciência política, ambiental e humanitária do que o atual presidente do Brasil”, destacou.

Foto: Times

Já líder da Minoria, deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), aproveitou o assunto para mandar um recado a Jair Bolsonaro. “Não nos interessa o que você acha ou deixa de achar de Greta. Queremos saber o que você vai fazer para tirar 10 milhões de pessoas do desemprego. Para diminuir o preço da carne e o gás de cozinha. Para deixar jornalista ser jornalista. E artista fazer cultura”, declarou.

A deputada federal Margarida Salomão (PT-MG) classificou bem o que representa esse comportamento agressivo de Bolsonaro contra a menininha que defende o meio ambiente. “Fala grosso com uma adolescente mulher. Fala fino com o presidente dos EUA. Não se trata apenas um sujeito asqueroso. É um asqueroso covarde”, disse ela.

Fonte: Vermelho.org/com informações da Hora do Povo e do PCdoB na Câmara

 

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar Menu