“Vamos às ruas defender a universidade brasileira”, diz vice-presidenta da UNE

Élida Elena participou do Programa Brasil de Fato SP e convocou a população para o ato desta terça-feira (13)

Foto: Reprodução da internet

Estudantes e trabalhadores do setor da educação voltam às ruas, nesta terça-feira (13) para protestar contra os cortes no orçamento da educação e também contra o Future-se.

O projeto foi apresentado no mês passado pelo Governo Federal e pretende terceirizar o financiamento da educação pública por meio do uso de verbas vindas de empresas privadas.

Os protestos são parte da Jornada Nacional de Luta em Defesa da Educação. O ato é promovido pela União Nacional dos Estudantes (UNE).

A vice-presidenta da UNE, Élida Elena / Guilherme Gandolfi

Em conversa com a Rádio Brasil de Fato, a vice-presidenta da UNE, Élida Elena, afirmou que mais de 150 atos foram confirmados em diversas cidades do país.

“Nós vamos para as ruas levar a nossa indignação, nosso desejo de defender a educação, de defender a universidade brasileira e a educação como um todo”, disse.

Na última semana, a UNE se reuniu com o ministro da Educação (MEC), Abraham Weitraub, para debater o “Future-se” e para discutir os cortes feitos nas universidades federais.

“O retorno não foi positivo. Nós não tivemos nenhuma saída, nenhuma resposta concreta que apresente alguma saída para a crise que as universidades vem vivendo hoje”, explicou.

Para saber os locais dos atos acesse a página da UNE.

Facebook/Divulgação

Fonte: Brasil de Fato

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar Menu