STJ concede prisão domiciliar para Fabrício Queiroz e esposa

Liminar foi concedida pelo ministro João Otávio de Noronha, presidente do STJ

Foto: Veja-Abril

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, concedeu nesta quinta-feira 09 uma liminar que permite que Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), e sua esposa, Márcia Queiroz, cumpram prisão domiciliar. A informação é da coluna Radar, da revista Veja.

A defesa de Queiroz e Márcia, que está foragida da Justiça, enviou pedidos de habeas corpus ao STJ no último dia 07 de julho, terça-feira. As ações foram enviadas à Corte pela desembargadora Suimei Cavalieri.

Queiroz está preso preventivamente desde o dia 18 de junho, quando foi encontrado na casa do advogado Frederick Wassef, que representava Flávio e o pai, o presidente Jair Bolsonaro. No momento, ele cumpre pena em Bangu, no Rio de Janeiro.

O casal faz parte dos investigados no processo de rachadinhas que teriam acontecido no gabinete do senador Flávio Bolsonaro na época em que ele ainda era deputado estadual no Rio de Janeiro pelo PSL.

Fonte: Carta Capital

Comentários

Deixe uma resposta