Grito dos Excluídos de 2020 fará atos simbólicos em Belo Horizonte

26ª edição do ato será realizada no dia 7 de setembro

O Grito dos Excluídos existe para chamar a atenção da sociedade sobre as condições de crescente exclusão social no país – Créditos da foto: Reprodução

 

O Grito dos Excluídos, uma manifestação popular carregada de simbolismo acontece todo ano no Dia da Pátria, 7 de setembro, na tentativa de chamar atenção da sociedade para as condições de crescente exclusão social no país.

“Não é um movimento nem uma campanha, mas um espaço de participação livre e popular, em que os próprios excluídos, junto com os movimentos e entidades que os defendem, trazem à luz o protesto oculto nos esconderijos da sociedade e, ao mesmo tempo, o anseio por mudanças”, diz a descrição do protesto em seu perfil no Facebook.

Respeitando as orientações dos órgãos de saúde por conta da pandemia, serão realizados atos simbólicos em 5 locais de Belo Horizonte. Com distanciamento social, uso obrigatório de máscaras, álcool em gel e demais cuidados.

O Grito dos Excluídos estimula que aqueles que puderem, realizem atos em suas cidades com o tema desse ano: “Vida em primeiro lugar – Basta de miséria, preconceito e repressão! Queremos trabalho, terra, teto e participação!”. Além disso, convida as lideranças populares a gravarem vídeos respondendo à pergunta “Qual o seu Grito esse ano?”, que serão compartilhados pela organização do ato.

Em Belo Horizonte

Veja abaixo os locais onde ocorrerá o Grito dos Excluídos, com faixas e intervenções, a partir das 10h do dia 7 de setembro, segunda-feira:

1. Igreja São Francisco – Pampulha

2. Viaduto da av. Antonio Carlos na PPL / Ocupação Pátria Livre

3. Viaduto da av. Antonio Carlos na Abrahão Caram

4. Av. Amazonas em frente ao Mercado

5. Praça da Estação – COLOCAÇÃO DE CRUZES SIMBOLIZANDO OS MAIS DE 130 MIL MORTOS

Fonte: Brasil de Fato MG

Comentários

Deixe uma resposta