Ato por legalização do aborto em Belo Horizonte

Grupo se concentrou na Praça da Liberdade, passou pela Avenida Afonso Pena e pelos quarteirões fechados da Praça Sete; movimento se inspirou em atos na Argentina

Foto: Ana Flávia Barbosa

Cerca de 500 pessoas sairam pelas ruas de Belo Horizonte na noite desta sexta-feira para se maniefstar em prol da legalização do aborto. A concentração do ato se iniciou às 17h30, na Praça da Liberdade, de lá as militantes saíram em marcha até a Praça Sete de Setembro.

As mulheres usaram lenços na cor verde, semelhantes aos usados pelas argentinas em protesto realizado neste mês. No país vizinho, a conduta ficou conhecida como “onda verde” e reuniu milhares de pessoas em busca da descriminalização do aborto. No último dia 14, a Câmara dos Deputados da Argentina aprovou um projeto para descriminalizar o aborto até as primeiras 14 semanas de gravidez. Assim como no Brasil, o Congresso argentino é bicameral, portanto, o texto ainda precisa passar pelo Senado.

O dia marcou protestos em várias cidades do Brasil, como Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Londrina (PR), Maceió (AL), Santa Maria (RS) e Porto Alegre (RS), no Brasil o aborto só é permitido em três condições: gestante que corre risco de morte; gravidez por estupro; e em casos em que se detecta feto anencéfalo.

A manifestação foi convocada por meio de redes sociais. De acordo com os organizadores, além da legalização do aborto, o ato defende que ele seja feito de forma segura e gratuita.O ato também manifesta apoio à recente decisão da Câmara de Deputados da Argentina, que aprovou neste mês um projeto sobre o tema. Ele passará agora ao Senado. O texto permite o aborto livre até a 14ª semana de gestação.

Fonte: com informações do Estado de Minas

 

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar Menu