Ato de Mulheres #ELENÃO

Primeiros vídeos das manifestações de brasileiras, brasileiros e defensores da democracia mundo afora começam a tomar conta das redes socais. Chamado para este sábado (29) como um grito contra o fascismo de Bolsonaro, #EleNão / #NotHim já conta com milhares de pessoas nas ruas do Brasil e das principais capitais europeias como Paris, Berlim e Lisboa

Com uma articulação iniciada via redes sociais, mulheres de todo o país saem às ruas neste sábado (29) na mobilização #EleNão, em referência ao candidato de extrema-direita à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL). Estão previstos atos em centenas de cidades do Brasil e do mundo.

A previsão é que os atos reúnam centenas de milhares de pessoas, que se articulam contra o fascismo e o discurso de ódio estimulados pelo candidato e militar da reserva, como elas definem em grupos auro-organizados nas redes sociais.

No Manifesto das Mulheres Unidas contra Bolsonaro, elas definem como as principais razões para as manifestações, o fato de Bolsonaro ter apoiado a reforma trabalhista, defender um modelo de segurança falido que causa o extermínio das juventudes negras, o preconceito contra LGBTs, suas declarações misóginas e o temor com a volta da ditadura militar.

Primeiros vídeos das manifestações de brasileiras, brasileiros e defensores da democracia mundo afora começam a tomar conta das redes socais. Chamado para este sábado (29) como um grito contra o fascismo de Bolsonaro, #EleNão / #NotHim já conta com milhares de pessoas nas ruas do Brasil e das principais capitais europeias como Paris, Berlim e Lisboa, além de Vitória da Conquista, na Bahia.

Fonte: com informações do Brasil de Fato/Brasil 247

 

Comentários

Deixe uma resposta