Acampamento Maria da Conceição irá erguer mais uma Escola do Campo

A perspectiva é que depois de estruturada a escola possa ter do ensino infantil ao médio, contemplando assim todas as faixa etárias.

Foto: Gean Gomes

 

Localizado no município de Itatiaiuçu, região metropolitana de Belo Horizonte, desde o 8 de março de 2017 o Acampamento Maria da Conceição ocupa as áreas do corrupto Eike Batista. Fruto da luta da Jornada das Mulheres do MST, o espaço tem sido mantido com trabalho e organização coletiva garantindo a produção de alimentos, construção de barracos e organização dos núcleos de base das famílias, e agora é a vez de mais uma tarefa militante, que é a construção da Escola do Campo.

Adriana, do setor de educação do Acampamento Maria da Conceição, fala sobre o significado político e sensível da construção de escolas nas áreas do MST. “Nossos alunos ficam isentos de preconceito. Na cidade, eles sofrem por ter poeira nos pés e por ser sem terra. A educação no MST trabalha com a ideia de pensar a formação dos jovens dentro da terra, trabalhando com o que eles vivem”, afirma.

A perspectiva é que a Escola esteja toda estruturada entre o final desse mês de julho ao início de agosto e um dos grandes sonhos dos companheiros e companheiras do acampamento é que essa escola tenha do ensino infantil ao médio. Além disso, a ideia é que funcione também o EJA (Escolarização de Jovens e Adultos), como uma forma de continuar educando jovens e adultos na área após o término da Jornada Mineira de Alfabetização “Sim, eu posso!”, que tem duas turmas funcionando no acampamento.

Arnaldo, que é responsável pela infraestrutura, conta que todo o acampamento se mobilizou para fazer a escola. “Poucas pessoas tem estudo e então nos organizamos pra fazer uma escola aqui, e nós estamos trabalhando nessa obra já fazem quase 6 meses!”.

A participação das mulheres é bem forte no acampamento, e elas também se destacam na construção. Segundo o Arnaldo, “é todo mundo junto e misturado!”. Porém, para esta etapa final, será preciso arrecadar doações de materiais e também de mão de obra.

Para colaborar, basta entrar em contato com a regional metropolitana através da Secretaria do Acampamento ou do Armazém do Campo BH (Av. Augusto de Lima, 2.136).

Fonte: MST

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar Menu