ONU veta Brasil de discursar na cúpula do clima em Nova York

Segundo representante da secretaria-geral da ONU, o Brasil não apresentou nenhum plano para aumentar o compromisso com o clima

 (Rick Bajornas/The United Nations via AP)

 

O Brasil está fora da lista de países que vão discursar na cúpula do clima da ONU, que acontece na próxima segunda-feira (23) em Nova York. As informações são do blog Ambiência, da Folha de S. Paulo.

Ao canal, o enviado especial da secretaria-geral da ONU, Luis Alfonso de Alba, declarou que a ONU pediu aos países que enviassem um plano para aumentar a ambição dos compromissos climáticos e que a seleção foi feita com base nos documentos recebidos. “O Brasil não apresentou nenhum plano para aumentar o compromisso com o clima”, afirmou.

Ao todo, 63 países discursarão na cúpula, que tem o  objetivo de encorajar a ambição dos países, em uma conversa direta com os chefes de Estado. O evento acontece às vésperas da Assembleia-Geral da ONU, que começa na terça (25). Também devem ser vetados do discurso Estados Unidos, Arábia Saudita, Japão, Austrália e Coreia do Sul.

Segundo informações do blog, as contribuições anunciadas pelos países na assinatura do Acordo de Paris, em 2015, não são suficientes para conter o aumento da temperatura média do planeta abaixo de 2ºC e as metas devem ser revistas entre 2020 e 2023. No entanto, acontecimentos de proporção internacional, como o aumento de eventos climáticos extremos e as queimadas na Amazônia, pressionam para um adiantamento da discussão, que já deve começar na COP-25 do Clima, conferência que negociará os últimos detalhes da regulamentação do Acordo de Paris.

A COP-25 acontecerá em dezembro no Chile. O Brasil sediaria a conferência, mas desistiu após um pedido de Bolsonaro, ainda em novembro do ano passado. Na época, a recusa foi recebida pela ONU com preocupação, por sugerir uma diminuição do compromisso do país com as ações climáticas.

Fonte: com informações da Folha de S.P/ Carta Capital

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar Menu