Lideranças de movimentos de ocupações são presas em ato na PBH

Segundo Frei Gilvander, da Pastoral da Terra, dois homens e duas mulheres foram detidos após caírem em ‘armadilha’. Eles foram levados para delegacia.

Foto: Reprodução da internet

Quatro integrantes do Movimento de Luta nos Bairros Vilas e Favelas (MLB) foram detidos na tarde desta quarta-feira (24) em uma manifestação dentro da Prefeitura de Belo Horizonte.

Segundo Frei Gilvander, da Pastoral da Terra, que acompanha o ato, os quatro detidos, dois homens e duas mulheres, foram chamados para conversar com representantes da Prefeitura e foram presos. “Caíram em uma armadilha”, afirmou.

Os moradores de ocupações urbanas protestavam por direitos de água, luz, asfalto, coleta de lixo e o cumprimento de um acordo firmado no ano passado.

Conforme a Prefeitura, os manifestantes invadiram a sede da administração municipal e a Polícia Militar e a Guarda Municipal foram acionadas.

A PM afirmou que compareceu ao local, mas disse que às 18h30 não tinha informações sobre os detidos.

Segundo Gilvander, os presos foram encaminhados para a Central de Flagrantes e advogados acompanham o caso. Ele afirmou que os manifestantes pretendem ficar na Prefeitura até que sejam recebidos para uma reunião.

NÃO FOI PRISÃO, FOI SEQUESTRO!

É assim que o Prefeito de BH negocia com a população e é assim que a Polícia Militar age em cima do povo pobre!

Leonardo, Poliana, Maura e Cabelo foram presos arbitrariamente pela PM na tentativa de negociar com a Prefeitura! Chamados para negociação, foram emboscados pela Polícia e levados presos. Lutar pela moradia digna não é crime!

Vamos continuar aqui lutando pela liberdade dos nossos companheiros! Chamamos todas e todos para virem para a Prefeitura para fortalecerem na luta pelo direito à moradia!

MORAR DIGNAMENTE É UM DIREITO HUMANO!

Fonte: com informações do MLB/G1

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar Menu