Frentes convocam atos em defesa da liberdade de Lula

Ações nacionais devem acontecer na quarta-feira (11)

Em defesa da liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo convocaram para esta quarta-feira (11) mobilizações nacionais.

O “Dia Nacional de Mobilização em Defesa da Liberdade de Lula” acontece na mesma data da próxima sessão do Supremo Tribunal Federal (STF). O objetivo, segundo os organizadores, é pressionar o fórum para votar as duas ações declaratórias de Constitucionalidade (ADCs) sobre prisão após condenação em segunda instância.

Na noite de hoje (09) dezenas de caravanas sairão de Belo Horizonte, Montes Claros, São João Del Rei, Juiz de Fora, Unaí, Betim, Ipatinga, entre outras cidades que já confirmaram seu apoio ao presidente Lula. Coordenadores informaram à nossa redação que a procura pelos ônibus foi intensa, tendo havido a necessidade de fretarem mais coletivos que sairão de BH em direção à capital do Paraná.

Preso político

Lula se apresentou à Superintendência da Polícia Federal para cumprir o mandado de prisão emitido pelo juiz de primeira instância Sérgio Moro na noite deste sábado (7).

Após a prisão, o ex-presidente recebeu a solidariedade de milhares de pessoas dentro e fora do país. Um ato político também foi realizado ao longo domingo (8) com a participação de parlamentares e lideranças de movimentos populares e sindicais, no local onde centenas de pessoas permanecem em vigília em frente à Superintendência, na capital paranaense.

Nesta segunda-feira (9), mais atividades devem acontecer com a participação de lideranças nacionais dos partidos e movimentos.

A pré-candidata à Presidência da República, Manuela d´Ávila (PCdoB) é uma das confirmadas. Em entrevista à Rádio Brasil de Fato, durante sua participação no bate-papo “Brasil sob golpe: Lula preso, e agora?”, ocorrido no último domingo (8), a deputada salientou a importância da unidade na luta pela liberdade de Lula, que é um preso político.

“Nós estávamos unidos na ideia de que lula não poderia se tornar um preso político. E ele se tornou. O que deve nos unir agora é todo e qualquer movimento para que Lula esteja em liberdade. E eu vou defender isso”, disse.

Internacional

Mobilizações internacionais também estão sendo organizadas pela Frente Internacional Brasileiros Contra o Golpe. Ações já ocorreram em cidades como Nova York, Paris, Buenos Aires, Berlim, Santiago, Washington, Bogotá, Oslo, Londres, Cidade do México, Barcelona. E mais devem ocorrer pela cidades de Roma, Lisboa e Rund, bem como Madri, Dublin, Bruxelas, Londres e Frankfurt.

Fonte: com informações do Brasil de Fato

Foto: Ricardo Stuckert
Comentários
Fechar Menu