Barragem em Barão de Cocais registra movimentação

 A barragem da mina de Congo Soco da Vale, em Barão de Cocais registra movimentação dos sedimentos e aumenta o risco de um novo desastre

Foto: Reprodução da internet

Na última terça-feira, recebemos uma grave notícia vinda de Barão de Cocais, em Minas Gerais. A situação da 𝗯𝗮𝗿𝗿𝗮𝗴𝗲𝗺 𝗦𝘂𝗹 𝗦𝘂𝗽𝗲𝗿𝗶𝗼𝗿 da 𝗠𝗶𝗻𝗮 𝗚𝗼𝗻𝗴𝗼 𝗦𝗼𝗰𝗼, que já estava em alerta máximo para risco de rompimento, parece ter chegado ao seu nível mais crítico.

Segundo a Defesa Civil, o talude norte da estrutura da barragem está se movimentando cerca de 4cm por dia. Desde março, quando centenas de famílias foram obrigadas a deixarem suas casas nos arredores da mina, este cenário tem aterrorizado a população de Barão de Cocais. Infelizmente, o pesadelo está para se tornar realidade.

Ambientalistas especializados no tema da mineração afirmam que a movimentação do talude tende a desestabilizar por completo a barragem Sul Superior, o que resultaria no rompimento imediato da estrutura. Pouco mais de 3 meses após o rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, estamos diante de outra tragédia iminente em Minas.

Estamos acompanhando de perto a situação da estrutura, e vamos divulgar, sempre que possível, novas informações a respeito. A mineração predatória segue colocando nossos territórios em risco, e não vamos recuar da tarefa histórica de denunciar a sabotagem do nosso futuro pelo poder econômico que avança contra nossas vidas. Contra a negligência criminosa da Vale e pela defesa do bem viver do povo mineiro, seguimos em frente!

Foto: Facebook

#NossasVidasValemMais #QuantoVale #ValeCriminosa #BarãoDeCocais#MinasGerais #MineraçãoPredatória #MinaDoGongoSoco

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar Menu