Atingidos pelo desastre da barragem de Fundão, ocupam Fundação Renova em Mariana

Cerca de 100 atingidos de Mariana, Barra Longa e Acaiaca ocuparam o escritório da Fundação Renova em Mariana nesta segunda feira dia 03 de junho.

Foto: MAB

Os atingidos vieram cobrar respostas da Renova, negadas Há 7 meses, sobre os reassentamentos e moradias com estruturas abaladas devido ao tráfego de caminhões. Garimpeiros e pescadores também reivindicam respostas.

A Renova recebeu a pauta de reivindicação dos atingidos contendo 18 pontos no final do dia de ontem, em reunião.  Sobre o reconhecimento de garimpeiros e pescadores, a Renova afirmou não possuir respostas para dar aos atingidos nem datas e prazos para trazer uma proposta mais clara.

Sobre a pauta dos reassentamentos, a Renova disse que discutirá todos os temas em audiência judicial a ser realizada no final do mês de junho, e que não tinha nada a trazer na reunião. Após as negativas, a Fundação Renova decidiu se retirar da reunião, abandonando no escritório 100 atingidos que esperam por respostas.

“Eles não aparecem durante sete meses para reunir com a gente e agora vem dizer que não tem resposta nenhuma para gente? Assim não dá!”, diz Aloisio, atingido de Barra Longa. Os atingidos decidiram então passar a noite no escritório da Renova, na expectativa de continuidade da reunião de negociação de hoje com respostas melhores que as recebidas nesta segunda feira.

Foto: MAB

Pauta de Reivindicações

À Fundação Renova, maio de 2019

Reivindicações dos Atingidos de Mariana, Acaiaca e Barra Longa

1- Aceite por parte da Fundação Renova da proposta de compensação e conversão proposta pelos atingidos e pela assessoria técnica para o reassentamento familiar em Mariana.

2- Agilidade no reassentamento familiar de todas as famílias que já indicaram terreno de interesse, em Mariana.

3- Liberação de recurso e reconhecimento da matriz de danos construída pelos atingidos e assessoria técnica em Mariana.

3-Agilidade na construção dos reassentamentos coletivos, com cumprimento do prazo estipulado pela justiça em Mariana.

4- Agilidade na apresentação de proposta indenizatória para os atingidos que assim desejarem.

5- Reconhecimento de Acaiaca como município atingido.

6- Reunião com presença da Renova em Acaiaca para debater sobre os danos nas moradias e nas vias do município.

7- Reunião com presença da Renova em Acaiaca para debater sobre a perda de renda sofrida pelos moradores do município após o rompimento de Fundão.

8-Reunião com presença da Renova para esclarecer o que é e como funciona a simulação de vibração e quais as suas consequências em Acaiaca e Barra Longa.

9- Retirada de todas as famílias das casas em situação de risco, em Barra Longa, de acordo com lista atualizada apresentada pela comissão de atingidos.

10-Pagamento de equipe de confiança dos atingidos, para o acompanhamento destes na reforma de suas casas, em Barra Longa.

11- Presença da Renova em reunião com garimpeiros e pescadores em Barra Longa para trazer respostas sobre a continuidade do processo de cadastramento dos mesmos.

12- Reconhecimento de garimpeiros e pescadores, com pagamento de auxílio financeiro emergencial.

13- Reconhecimento das 11 famílias com exames que apresentam intoxicação por metais tóxicos, com pagamento de auxílio financeiro emergencial, em Barra Longa.

14- Garantia de fornecimento de água mineral para as 11 famílias acima referidas, sem atrasos, com a compra da água em Barra Longa.

15- Pagamento de 20 mil reais como antecipação de indenização para quem sofreu deslocamento físico, em Barra Longa.

16- Reconhecimento e pagamento de auxílio financeiro para os/as atingidos/as que pleitearam e até hoje não foram reconhecidos, em Mariana, Barra Longa e Acaiaca.

17- Direito à realização de exames para detecção de metais tóxicos no sangue para todos que assim desejarem em Mariana e Barra Longa, sem custos para o atingido e em laboratório de sua confiança.

18- Fornecimento de silagem e de tratamento de saúde para os animais de todos os atingidos que estão em condições diferentes de produção agropecuária em relação a que tinham antes do rompimento da barragem de Fundão, em qualidade e quantidade suficientes para todos os animais que a família possuir.

Fonte: MAB

Comentários

Deixe uma resposta

Fechar Menu